Membro do Comitê Executivo de Futebol do Botafogo, Carlos Augusto Montenegro afirmou que o clube fez ótimo negócio ao autorizar a venda do volante Matheus Fernandes, do Palmeiras, para o Barcelona.

“Em agosto, o Botafogo precisou de dinheiro, como está precisando desde sempre. Chamou alguns investidores, inclusive eu, perguntando se podíamos ajudar e esses botafoguenses ajudaram nesses meses pegando algumas garantias, entre as quais os 25% do Matheus. O Botafogo foi consultado pelo Palmeiras e consultou a gente sobre a proposta do Barcelona”, disse.

O jogador revelado no time alvinegro deve ir ao Camp Nou.

“É um garoto que a gente sempre torceu, começou a despontar com 17, 18 anos. Matheus tem uma sina com negócio de B. No Botafogo nunca foi titular absoluto, no Palmeiras fez quatro partidas apenas e agora foi vendido para o Barcelona B. Foi uma grande venda para o Botafogo, que prova que o trabalho na base é o que sustenta o futebol. Se pudesse refazer todo esse negócio eu faria igual. No futebol, quando se tem oportunidade, tem que fazer”, admitiu.

Montenegro garantiu que o Botafogo lucrou mais do que o Palmeiras com a transferência para o Barça.

“Começamos a fazer cálculos – comissão, imposto, parte parcelada – e verificamos que sobrariam para os investidores cerca de 980 mil euros. Resolvemos aceitar e o negócio foi feito. Quanto lucrou o Botafogo com Matheus? 4,215 milhões de euros (R$ 19,5 milhões). Quanto o Palmeiras lucrou? 2,875 milhões de euros (R$ 13,3 milhões). Vocês precisam se concentrar em matemática.”

“Matheus foi vendido ao Palmeiras em janeiro do ano passado por 3,5 milhões de euros. O Botafogo ficou com 25%, esse valor representava 1,166 milhão de euros. Em cima desse valor você tem comissão dos empresários e, caso o jogador seja vendido para o exterior, 20% de impostos. Essa parcela que o Botafogo ficou na época era de 816 mil euros”.

Montenegro diz que procura ajudar ao Botafogo com dinheiro para quitar dívidas com salários e o não pagamento de contas de luz e água.

“Tudo o que faço pelo Botafogo é sem juros. Não é o caso de todos. Mas eu faço questão. Não me sinto bem com juros, a não ser que seja um prazo muito grande, um negócio arriscado”.

Fonte: ESPN Brasil