O Botafogo não terá Keisuke Honda em campo. A frustração com desfalque de última hora e, consequentemente, a estreia adiada é evidente, mas não tira a importância do duelo contra o Paraná hoje (10) à noite, às 19h15 (horário de Brasília), no Nilton Santos. A primeira de duas partidas válidas pela terceira fase da Copa do Brasil está marcada e vale muito.

O vencedor desse confronto levará para casa R$ 2 milhões de premiação caso avance à quarta fase. Portanto, um dinheiro importante para a realidade dos dois clubes. O Botafogo, por exemplo, prevê a chegada até as oitavas de final em seu orçamento lançado no início do ano.

Após completar um mês de Botafogo, Honda estava pronto para fazer sua estreia. O problema é que ele apareceu gripado no último sábado e perdeu duas sessões de treinamento. Chegou a ter febre no domingo e, com medo, pediu para fazer o teste para saber se havia sido contaminado pelo Coronavírus — o resultado deu negativo.

O japonês tem sido tratado e até teria condições de entrar em campo, mas não estaria 100%. E foi justamente esse o argumento utilizado por Honda para não entrar em campo. Chateado com a situação, ele preferiu fazer sua estreia com a camisa do Botafogo quando estiver totalmente apto para a prática do futebol no próximo domingo contra o Bangu, pela Taça Rio, também no Nilton Santos.

A diretoria entendeu a situação e lamentou somente o fato de já ter vendido ingressos para os torcedores, empolgados com a iminente estreia de Honda. Sem a atração do astro mundial, o Botafogo entende a frustração de alguns alvinegros. O próprio japonês usou suas redes sociais para pedir desculpas ao maior patrimônio do clube.

“Gostaria de me desculpar por não participar do jogo de amanhã [hoje]. Não pude treinar com o grupo nos últimos dias, porque peguei uma gripe. Obrigado a todos os torcedores que compraram os ingressos e peço desculpas pelo acontecido”, disse no Twitter.

Para o duelo desta terça, o Botafogo também terá o desfalque de Joel Carli, lesionado. O zagueiro sofria com dores na coxa direita e um exame confirmou o problema. O argentino tem sofrido e até mesmo perdeu a titularidade no Alvinegro. Quando parecia se recuperar com a vaga contra o Flamengo voltou a se machucar.

“Jogador gosta de jogar com estádio lotado. A gente sabe da diferença que a torcida faz nesses jogos de mata-mata. O Paraná vem de uma sequência boa, conseguiram uma classificação histórica. Merece atenção total nossa. Vai ser um jogo difícil e quanto mais a torcida apoiar, melhor vai ser”, comentou Pedro Raúl.

FICHA TÉCNICA:
BOTAFOGO x PARANÁ

Data e hora: 10/03/2020 (terça-feira), às 19h15
Local: Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Daniel Nobre Bins (RS)
Auxiliares: José Eduardo Calza e Jorge Eduardo Bernardi (RS)

BOTAFOGO: Gatito Fernández; Barrandeguy, Marcelo, Kanu e Danilo Barcelos; Caio Alexandre, Alex Santana, Bruno Nazário, Luis Henrique e Luiz Fernando; Pedro Raul. Técnico: Paulo Autuori

PARANÁ: Marcos; Paulo Henrique, Thales, Fabrício e Juninho; Carlos, Michel (Kaio), Thiago Alves e Renan Bressan; Marcelo e Raphael Alemão. Técnico: Allan Aal

Fonte: UOL