Pensar em Copa do Brasil não traz, para o botafoguense, lembranças muito agradáveis. Ao longo dos anos, foram vários os fracassos colecionados no torneio. Mas o Alvinegro terá uma nova chance para escrever páginas mais felizes, a partir desta terça-feira, às 21h30m, contra o Coruripe-AL, fora de casa.

Nos anos 2000, o Botafogo colecionou vários fracassos diante de adversários bem mais modestos em nível nacional, como Gama (2004), Paulista (2005), Ipatinga (2006) e Americano (2009).

A decepção mais marcante, porém, aconteceu em 1999, quando o Alvinegro viu o título escapar, na final contra o Juventude, após um empate sem gols, em um Maracanã lotado por mais de 100 mil torcedores.

Em 2015, a eliminação para o Figueirense, na segunda fase, sacramentou a demissão do técnico René Simões e abriu as portas para a chegada de Ricardo Gomes.

O adversário desta terça — que disputou a Série D do Brasileiro em 2015 — é mais um candidato a aprontar para cima do Alvinegro. O lateral-direito Luis Ricardo recorreu à própria experiência para fazer um alerta:

— Já joguei em equipes menores e sei como eles vão pensar: talvez seja a chance de ganharem de um time grande. Precisamos de precaução para não sermos surpreendidos.

Caso vençam o Coruripe por dois ou mais gols de diferença, os comandados de Ricardo Gomes eliminarão a partida de volta, marcada para o dia 28, entre uma semifinal e a final do Estadual.

Ricardo Gomes prepara mistão para estreia

Contra o Coruripe, o técnico Ricardo Gomes escalará o Botafogo com vários titulares que têm se destacado no Campeonato Estadual. O goleiro Jefferson, o zagueiro Carli, o lateral-esquerdo Diogo Barbosa e o meia Salgueiro serão poupados.

Airton e Emerson Santos também não jogam. O volante se machucou no clássico contra o Flamengo, no sábado. Já o zagueiro ainda se recupera de uma contusão sofrida na partida contra o Vasco, no dia 27 de março.

Por fim, Ricardo Gomes não poderá contar com o volante Rodrigo Lindoso. Ele cumprirá suspensão por ter sido expulso no confronto contra seu ex-clube, o Madureira, na edição passada da Copa do Brasil.

— Nosso elenco não é grande, e alguns jogadores precisam realmente desse descanso. Outros atletas estão esperando uma oportunidade, e o Ricardo Gomes sabe o que faz. Nossas pretensões no Estadual também são grandes — diz Luis Ricardo, já de olho na partida contra o Bangu, no domingo.

Fonte: Extra Online