Foram só dois pontos conquistados nos últimos 12 em jogo. A vaga na Libertadores, que parecia certa, não foi confirmada. E, para garantir que nada distraia o elenco do sonhado objetivo, o Botafogo decidiu adotar um regime de concentração. Entre quarta-feira e sexta-feira, os comandados de Jair Ventura treinarão no Cefat, em Várzea das Moças, Niterói.

O centro de treinamento, que oferece uma estrutura superior à de General Severiano, também permitirá que o elenco escape das pressões pelos maus resultados recentes. Em junho, ainda com Ricardo Gomes, o Alvinegro encontrou em Niterói um refúgio depois que a sede do clube foi invadida por bandidos de torcidas organizadas.

Serão dias desafiadores para Jair Ventura, que não foi bem-sucedido em suas tentativas de contornar a queda de produção. Contra o Palmeiras, no domingo, o Botafogo chegou a quatro rodadas sem marcar um gol sequer pelo Brasileiro.

O técnico terá o retorno de Airton, Bruno Silva e Victor Luis para a partida contra a Ponte Preta, no sábado, às 20h. Por outro lado, não poderá contar com Carli, Emerson Silva, Fernandes e Leandrinho — todos suspensos. Já Alemão, que torceu o tornozelo direito diante do Palmeiras, é dúvida.

Estacionado nos 55 pontos, o Botafogo foi ultrapassado pelo Atlético-PR e caiu para a sexta colocação do Brasileiro. Grêmio, Chapecoense e Corinthians ameaçam tirá-lo do G-6.

Fonte: Extra Online