Com foco no jogo contra o Juventude, na próxima quinta-feira, o Botafogo terá a semana mais decisiva do ano, até aqui. O empate em casa em 1 a 1 contra o time gaúcho, pela Copa do Brasil, ligou o sinal de alerta em General Severiano. Uma eliminação precoce na competição poderá levar a demissão de Zé Ricardo, bastante criticado pelo desempenho da equipe no início deste ano, principalmente pela saída precoce do Carioca.

Nos últimos dias, a equipe treinada foi diferente da escalada no confronto de ida. Com a expulsão de João Paulo, Zé terá que promover mudanças no meio de campo. Leo Valencia, que se recupera de lesão na panturrilha, pode ser a novidade no confronto. Gustavo Ferrareis, que atuou nos últimos jogos da Taça Rio, é outra opção.

— O que o torcedor pode esperar é uma equipe sempre vibrante, guerreira. Precisamos melhorar sim, mas temos condições de avançar — comentou Zé, em entrevista coletiva.

Outro fator de turbulência é o atraso de salários. Já são dois meses com vencimentos atrasados. Avançar na Copa do Brasil pode ajudar a resolver essa situação: se chegar à quarta fase, o Alvinegro receberá R$ 1,9 milhão.

Qualquer empate em Caxias do Sul leva a decisão para os pênaltis. O vencedor da partida garante vaga para a próxima fase.

Fonte: Extra Online