O Botafogo está lucrando com o aluguel o estádio Nilton Santos. Passando por dificuldades financeiras, o clube enxergou na locação para festas de samba no local, os eventos tem ajudado o clube com dinheiro em dois dias da semana.

O cronograma é “Eu amo pagode”, às quintas-feiras, e a “Boate do Engenhão”, aos sábados. Os eventos são terceirizados e o Bota nada tem a ver com a organização, apenas aluga o estádio.

Os eventos ainda são testes, já que o Nilton Santos segue em obras. O clube negocia a locação do espaço para um show da banda O Rappa, que seria o primeiro grande teste de locação do estádio.

“Queremos mostrar que o estádio já está apto a receber eventos mesmo enquanto ainda estamos com uma interdição parcial. Queremos transformar o Engenhão em um local onde se possa ter uma festa de final de ano, casamento de um botafoguense, batizado. Ainda não podemos fazer grandes shows em virtude das interdições. Por isso, estamos realizando esses eventos-teste, mostrando ao torcedor que isso tudo vai passar a existir”, explicou o vice administrativo do Botafogo, Anderson Simões.

Ele também explicou que alguns outros projetos estão sendo estudados para aumentar ainda mais a renda botafoguense com eventos não futebolísticos.

“Temos vários projetos. Um deles é um centro de convenções, que, acredito, lá por dezembro deste ano a gente já possa lançar. É algo que se faz com agenda de anos para frente. Além disso, o estádio é todo fracionado, tem vários acessos, vários lugares. É possível realizar eventos simultaneamente, com três, quatro mil pessoas em cada espaço”, completou Simões.

Fonte: FutNet