Os jogadores do Botafogo voltaram ao Rio e demonstraram satisfação com o que o time apresentou na retomada do Campeonato Brasileiro, apesar da derrota por 2 a 0 para o Corinthians, no Itaquerão. A postura da equipe no duelo em São Paulo foi ressaltada, assim como a grande atuação do goleiro Cássio, que fez defesas sensacionais na partida.

O próximo desafio do Glorioso não é dos mais simples: vai encarar o líder Flamengo, amanhã, às 19h, no Maracanã, que estará lotado de rubro-negros só 10% dos ingressos foram destinados aos alvinegros.

Novidade na escalação do técnico Marcos Paquetá contra o Corinthians, o atacante Ezequiel aprovou a maneira ofensiva como a equipe se comportou em Itaquera. E espera que o time mantenha a boa pegada amanhã. “Temos é que jogar. Não apenas nos defender, pois também somos um time grande”, enfatizou Ezequiel, que ganhou a vaga no período sem jogos para a disputa da Copa do Mundo da Rússia. “Conhecemos o time do Flamengo, já jogamos contra eles várias vezes e sabemos como atua”.

Além da rivalidade envolvida no clássico, uma vitória servirá para aliviar a frustração da derrota para o Corinthians. “Foi como falei com meus amigos, o Cássio (goleiro) estava numa noite inspirada. O Corinthians acertou só duas bolas no gol. Eles foram mais eficientes”, destacou Ezequiel, que espera ser mantido entre os titulares. Outra possibilidade é a escalação de Pimpão, que entrou muito bem na quarta-feira.

Para o duelo com o Flamengo, Marcos Paquetá terá o retorno do lateral-esquerdo Moisés, do volante Jean e do zagueiro Yago. Destes, porém, apenas o primeiro é titular do Alvinegro. O trio não enfrentou o Corinthians por questões contratuais são do clube paulista e estão emprestados até o fim do ano.

DIRETORIA REJEITA PROPOSTA POR ZAGUEIRO DA BASE

Mesmo em sérias dificuldades financeiras, a diretoria do Botafogo recusou uma oferta do Estoril, de Portugal, pelo jovem zagueiro Helerson. Como tem a possibilidade de negociar Igor Rabello com o futebol europeu, a comissão técnica achou melhor manter o garoto no elenco. Assim como o ‘General’, Helerson é uma revelação da base alvinegra.

O clube português acenou com a possibilidade de um empréstimo, com opção de compra no fim do contrato, mas, justamente para não ficar desguarnecido na defesa, a direção disse não. Além disso, o técnico Marcos Paquetá gostou do desempenho de Helerson durante o período sem jogos por causa da Copa do Mundo da Rússia. Helerson tem 20 anos completará 21 no mês de outubro e atua pelo lado esquerdo.

Fonte: O Dia Online