Botafogo mantém Walter Montillo no radar, mas quer ‘conversa longa’ por retorno

Compartilhe:

A contratação de Montillo, no início do ano, não rendeu o que o Botafogo esperava e terminou com uma rescisão amigável no fim de junho. As frequentes lesões fizeram o argentino dar um tempo na carreira e suspender o contrato seis meses antes do fim. O armador já disse que voltará aos gramados e o Alvinegro o mantém no radar, mas para o retorno ocorrer será preciso uma "longa conversa", segundo um dirigente do clube.

Por mais que a postura de Montillo tenha deixado excelente impressão no clube, não há como esconder que existem algumas dúvidas sobre o rendimento do jogador na próxima temporada. Os acontecimentos de 2017 ainda estão muito frescos na memória alvinegra. É se a contratação der errado? De novo?

Por outro lado, o Botafogo entende que Montillo, em janeiro, chegava do futebol chinês, onde não atuava regularmente. Sendo assim, o clube encara com bons olhos o fato de o argentino estar realizando preparação desde julho para voltar aos gramados.

É daí que vem a necessidade da "conversa longa" com o jogador. É preciso se inteirar da situação atual de Montillo e, claro, estabelecer um contrato que atenda os dois lados dada as circunstâncias atuais. O Botafogo evita falar em um acordo de produtividade, mas quer se resguardar de alguma maneira. 

Montillo, por sua vez, trabalha com.duas possibilidades. O argentino gostaria de voltar aos gramados pela Universidad de Chile, onde mais se destacou no futebol, ou no Botafogo, clube que o recebeu com muita expectativa e, segundo ele, ficou com uma história inacabada.

Evidentemente que essas são as expectativas de Montillo. Pode ser que não haja acordo com nenhum dos dois clubes e um terceiro nome apareça na equação. O argentino, porém, está bem adaptado com a família no Rio de Janeiro, o que pesa na decisão. Santino, filho do meia, tem síndrome de Down e conta com uma estrutura funcional na cidade.

O futuro do armador de 33 anos não deve ser definido nos próximos dias. O Botafogo ainda está focado na reta final do Brasileiro, na briga por uma vaga na próxima Libertadores. Faltam cinco jogos e, aí sim, a atenção será total ao planejamento de 2018. Com ou sem Montillo.

Fonte: UOL

Comentários