Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Botafogo mira exemplo de Igor Rabello para emprestar e acreditar em Bochecha: ‘Futebol ele tem’

0 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Gustabo Bochecha e Igor Rabello em Botafogo x Cruzeiro | Campeonato Brasileiro 2018
Vítor Silva/Botafogo

O Botafogo volta no tempo até 2016 para tomar uma decisão sobre o futuro de Gustavo Bochecha. Volante de qualidade, campeão brasileiro sub-20 com o clube, ele não se firmou no profissional e estava treinando em separado antes da paralisação do futebol pela pandemia do novo coronavírus.

Máscaras do FogãoNET para torcedores do FogãoNET durante a quarentena da pandemia do novo coronavírus (COVID-19)

Em entrevista ao jornalista Venê Casagrande, o ex-presidente Carlos Augusto Montenegro citou o exemplo de Igor Rabello, que foi emprestado ao Náutico em 2016 e se firmou nos anos seguintes no Botafogo.

— (Bochecha) Tem futebol, todo mundo sabe. Ele já passou por vários treinadores, todos falam o seguinte: ‘Tem futebol, mas falta o sangue na veia, uma participação maior nos jogos’. Não sei se falta motivação a ele. Às vezes, o jogador atuando em outra equipe se motiva. Tínhamos um zagueiro que era para ser liberado. O empresário dele me procurou, o (Antonio) Lopes (gerente de futebol) estava lá, me pediu para conversar com Lopes e Carlos Eduardo (Pereira, ex-presidente). Renova e empresta por um ano. Jogou muito no Náutico, voltou, ganhou a posição, nos salvou ano passado quando foi vendido, pagamos várias folhas e ainda veio o Gabriel. Torço para que aconteça isso com o Gustavo Bochecha. Já passou por seis técnicos e todos não endossam ele no sentido de escalar e apostar. A ideia é emprestá-lo e ver se ele fica forte de cabeça, de físico, dedicação. Porque futebol ele tem – afirmou Montenegro.

Fonte: Redação FogãoNET e Canal do Venê Casagrande

Notícias relacionadas
Comentários