O Botafogo se viu obrigado a pagar R$ 120 mil à Portuguesa-RJ pela quebra de um acordo relacionado ao uso do Estádio Luso-Brasileiro para erguer a Arena Botafogo. O Glorioso teria de empresatar atletas para o clube da Ilha do Governador para a disputa da Série D do Campeonato Brasileiro, o que não ocorreu.

Uma lista de nomes foi oferecida pelo gerente de futebol Antônio Lopes, mas o acordo esbarrou na vontade dos jogadores de não querer ser emprestados e ficar em General Severiano, mesmo sem espaço no elenco principal. Apenas um atleta foi cedido à Portuguesa: o atacante Paulo Ricardo, de 21 anos.

Fonte: Globoesporte.com