Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Jogos

Carioca

17/04/21 às 16:00 - Maracanã

Escudo Fluminense
FLU

X

Escudo Botafogo
BOT

Copa do Brasil

14/04/21 às 21:30 - Frasqueirão

Escudo ABC
ABC

1

X

1

Escudo Botafogo
BOT

Campeonato Carioca

10/04/21 às 21:05 - Raulino de Oliveira

Escudo Volta Redonda
VRE

2

X

2

Escudo Botafogo
BOT

Botafogo perde Elias e busca atacante, mas mantém tática de contratações

0 comentários

Compartilhe

O Botafogo teve uma importante perda no último domingo, quando Elias acertou sua transferência para o Jiangsu Sainty, da China. Desta forma, o Alvinegro está de volta ao mercado em busca de um jogador para o ataque. Porém, a diretoria descarta fazer qualquer tipo de maluquice para se reforçar e mantém a tática de contratações utilizada em 2014.

Explica-se. Até o momento o Botafogo trouxe 12 jogadores na atual temporada e todos eles chegaram a General Severiano sem que o clube abrisse seus cofres. E é justamente desta forma que o Botafogo espera preencher a vaga de Elias, agora no futebol chinês.

Outro fator importante é o fato de o Botafogo não poder inscrever mais atletas para a fase de grupos da Libertadores. Desta forma, a diretoria não tem pressa para repor esta perda. Atualmente, o Alvinegro conta com Tanque Ferreyra, Henrique e Yguinho para o setor. Além deles. Pablo Zeballos, que joga um pouco mais recuado, precisa de uma documentação para integrar o elenco.

Após a vitória por 2 a 0 sobre o Bonsucesso, o técnico do Botafogo, Eduardo Hungaro comentou o assunto. Mesmo ainda sem saber da conclusão da negociação, o treinador se mostrou preocupado com a perda de Elias e pediu para que a diretoria repusesse sua repentina saída.

“Não está confirmado. Hoje (quinta-feira) não conversei com a direção. Estava com a cabeça no jogo. Se confirmada, é uma perda significativa. Espero e tenho certeza de que a direção vai suprir a possível saída desse jogador”, disse Hungaro após o jogo.

A tática jamais foi deixada de lado pela diretoria, até mesmo diante da possibilidade de contar com reforços de peso, como Forlán. O Botafogo desde o início se propôs a pagar apenas o salário e assim mesmo o que estava dentro de sua realidade (RS 500 mil), o que não agradou o atacante uruguaio, que fechou com o Cerezo Osaka-JAP.

Comentários