Jogos realizados de manhã não trouxeram boas lembranças ao Botafogo no começo, mas ultimamente o time vem nadando contra essa maré. Desde que partidas às 11h foram implementadas, em 2015, o Alvinegro teve nove duelos e venceu dois – justamente os últimos dois compromissos. Contra o Santos, neste domingo, no Estádio Nilton Santos, pela 11ª rodada do Brasileirão, o Glorioso terá a chance de confirmar a sequência positiva no horário.

A primeira partida do Botafogo no horário matinal foi realizada justamente em 2015, ainda quando o Alvinegro disputava a segunda divisão. Mais de 23 mil pessoas no Estádio Nilton Santos viram o time sair derrotado pelo Paysandu por 3 a 2. A impressão inicial dos compromissos às 11h, portanto, foi distante de um resultado positivo.

Um desses compromissos mal-sucedidos, inclusive, foi contra o Santos. Pela sexta rodada do Brasileiro de 2016, no Pacaembu, o Alvinegro foi goleado por 3 a 0 pelo Peixe. O clube de General Severiano encontrava dificuldades de vencer dentro e fora do Rio de Janeiro, já que cinco jogos desse retrospecto sem vitórias foram realizados na Cidade Maravilhosa.

O Botafogo amargou uma sequência sem vencer em partidas matinais até setembro do ano passado. O fim do jejum veio em um compromisso contra o América-MG, na 25ª rodada do Brasileirão, no Estádio Nilton Santos. Na ocasião, Rodrigo Lindoso, de cabeça, foi o responsável o triunfo por 1 a 0.

2019: confirmação do bom retrospecto?
O primeiro triunfo pode ter demorado, mas o Botafogo vem mostrando que o antigo jejum pode realmente ter ficado para trás. Na atual temporada, o time já disputou uma partida pela manhã: antes da Copa América, na sexta rodada do Brasileiro, o Alvinegro venceu o Vasco por 1 a 0, com gol de Diego Souza. Desta forma, o Glorioso vem de uma sequência de duas vitórias seguidas em jogos realizados às 11h.

Com a última vitória, o Botafogo pode “sacudir a poeira” e confirmar um novo retrospecto, desta vez positivo, em jogos realizados de manhã. A missão, porém, não será fácil: o Peixe é o vice-líder da competição, com 23 pontos, três atrás do Palmeiras, primeiro colocado. A partida, portanto, coloca frente a frente duas equipes de G6, já que o Botafogo, com 16 pontos ganhos após dez partidas disputadas, ocupa a sexta posição.

– Muda a questão de sono e alimentação diretamente. A questão da intensidade, depende muito. Contra o Vasco, jogamos em um dia que choveu, então acho que não atrapalhou. O que é fato num jogo de manhã é que, geralmente, vai ficando mais quente quando o jogador está mais cansado. Esse é outro fato para a gente tentar começar o jogo forte e fazer o resultado em cima de uma vantagem – analisou Eduardo Barroca, ao dizer sobre as diferenças na preparação para uma partida realizada de manhã.

Confira todas as partidas realizadas pelo Botafogo às 11h:
​Botafogo 2 x 3 Paysandu – 23/08/2015 (Estádio Nilton Santos)
Botafogo 0 x 1 São Paulo – ​15/05/2016 (Raulino de Oliveira)
Santos 3 x 0 Botafogo – ​05/06/2016 (Pacaembu)
Botafogo 1 x 1 Vitória – 12/06/2016 (Raulino de Oliveira)
Flamengo 0 x 0 Botafogo – 04/06/2017 (Raulino de Oliveira)
Botafogo 2 x 2 Coritiba – 11/06/2017 (Estádio Nilton Santos)
Paraná 1 x 1 Botafogo – 12/08/2018 (Vila Capanema)
Botafogo 1 x 0 América-MG – 16/09/2018 (Estádio Nilton Santos)
Botafogo 1 x 0 Vasco – 02/06/2019 (Estádio Nilton Santos)

Fonte: Terra