A situação nunca foi fácil, mas a crise mundial por conta da pandemia do coronavirus deixou mais complicada a busca do clube por investidores. Com grandes economias em estado de emergência, assuntos secundários como o futebol ficaram em um segundo plano, o que deixa o projeto do Botafogo se tornar empresa sem uma previsão de sair do papel.

Os envolvidos no plano entendem que será preciso ter paciência e aguentar o maremoto que virá pela frente até que o dinheiro dos empresários seja disponibilizado para o cofre.

Fonte: UOL