O Botafogo iniciou o processo de transição para se tornar clube-empresa e tem como objetivo neste primeiro momento diminuir a folha salarial do futebol. Os dirigentes vão buscar os jogadores com salários mais altos para um acordo amigável.

O meia Diego Souza e o volante Cícero não estão nos planos, mas o contrato de empréstimo tem uma cláusula automática de renovação de dois anos. Caso semelhante ao que aconteceu com o zagueiro Joel Carli, que tem contrato até 2021.

O meia Leo Valencia tem contrato até o meio do ano, mas os dirigentes alvinegros já revelaram que vão em busca de uma rescisão amigável neste fim de temporada.

Além de buscar a saída dos jogadores com altos salários, o Botafogo pode negociar alguns atletas. O goleiro Gatito Fernández, o volante João Paulo e o meia Alex Santana tiveram seus nomes vinculados em outros clubes. No entanto, até o momento, nenhuma proposta oficial chegou ao clube.

A meta da diretoria do Botafogo e diminuir a folha salarial que atualmente é de R$ 3 milhões para R$ 1 milhão. O objetivo é deixar as finanças em ordem antes da instauração do clube-empresa.

Dentro de campo, o elenco alvinegro se reapresenta no início de janeiro. A pré-temporada será feita em Domingos Venâncio, no Espírito Santo.

Fonte: Gazeta Esportiva