O Botafogo tem bons motivos para acreditar em uma vitória sobre a Chapecoense, na segunda-feira, às 20h, no Estádio Nilton Santos, pelo Brasileiro. Nono colocado, com 22 pontos, o Alvinegro conquistou 19 deles (86,3%) contra equipe que hoje estão abaixo na classificação.

Com um aproveitamento geral de 48,9%, o Botafogo tem mostrado bom desempenho diante de adversários nas faixas intermediárias e de baixo da tabela. Levando-se em consideração apenas os times entre a décima (Bahia) e a 20ª posições (Avaí), a equipe do técnico Eduardo Barroca tem retrospecto de seis vitórias, um empate e duas derrotas em nove jogos (70,4%).

Diante de rivais que atualmente na zona de rebaixamento, o aproveitamento é de 100%, com vitórias sobre Fluminense, CSA e Avaí. Se confirmar o favoritismo na segunda-feira, o Alvinegro manterá o retrospecto perfeito contra a “turma do Z-4”.

— O adversário é muito difícil, mesmo em situação complicada, vem de vitória, num momento de transição de treinador. Vamos tentar fazer um bom jogo. Fazendo grande partida, ficamos mais perto da vitória — salientou Eduardo Barroca.

No entanto, se por um lado os cariocas têm demonstrado força contra adversários que estão abaixo na tabela, o retrospecto despenca diante das equipes nas sete primeiras posições. Até o momento, foram cinco duelos e todos com derrota: São Paulo, Palmeiras, Santos , Flamengo e Corinthians. O mau desempenho preocupa para a sequência da competição, uma vez que o time enfrenta, nas próximas quatro rodadas, três times na parte superior: Internacional (7º), na 17ª rodada, Atlético-MG (5º), na 18ª, e São Paulo (4º), na 20ª. A exceção é o compromisso diante do Ceará, 11º colocado, em Fortaleza, encerrando o primeiro turno do Campeonato Brasileiro.

O único triunfo sobre alguém melhor posicionado na tabela foi em cima do Athletico, oitavo colocado, ao vencer em casa por 2 a 1.

Fonte: Extra Online