Apesar de dura, a derrota para o Flamengo trouxe ensinamentos para o Botafogo. O técnico Paulo Autuori estava insatisfeito com o conjunto da obra, mas gostou do que viu em determinados momentos da partida. O bom primeiro tempo do Alvinegro é um exemplo do que pode ser feito.

Por outro lado, a etapa complementar mostra justamente o contrário. O treinador, inclusive, bateu bastante nessa tecla: o Botafogo precisa acabar com tamanha oscilação. “Nós deixamos de fazer nossa parte e perdemos o jogo. Conseguimos fazer coisas distintas em um período. Em outro, faltou iniciativa e vou cobrar os jogadores. Mas o que fizemos na primeira parte não alcança, precisamos de 90 minutos. ‘Apesar’ para mim não serve. É um processo”, disse Paulo Autuori.

Autuori deixou claro que gostou da atuação defensiva do Botafogo no primeiro tempo. Por outro lado, reclamou bastante da mesma defesa no segundo tempo. Além disso, outro problema é a criação de jogadas. O Alvinegro só assustou em contra-ataques. “A dificuldade de criação não é de hoje, por isso a vinda de jogadores para ajudar. Temos que construir uma equipe para o Brasileiro em condições competitivas. O simples é luxo, e o lance do Honda é a simplicidade e o olhar para a frente”, disse o treinador.

O Botafogo volta a campo na terça-feira, quando receberá o Paraná pela terceira fase da Copa do Brasil. A partida também marcará a estreia de Honda pelo Alvinegro. O japonês conseguiu a documentação necessária e está regularizado.

Fonte: UOL