O retorno ao Campeonato Brasileiro, após a Copa do Mundo, não foi como o Botafogo imaginava. Dois jogos, duas derrotas e correndo atrás do placar quase que o tempo todo. Por isso mesmo a importância da partida contra a Chapecoense é tão latente.

– É obrigação nossa ganhar a partida. As duas últimas perdemos, mesmo jogando bem. Mas vamos dar a volta por cima para passar por essa situação – afirmou o goleiro Saulo, antes do treino desta terça-feira.

Saulo voltará a ter chance no tal duelo, e como titular. Jefferson segue hospitalizado e Gatito Fernández, apesar de já treinar com luvas, ainda não tem condição de jogo após a fratura no punho direito.

Reencontrar a melhor forma é urgente no Alvinegro. Até o gerente de futebol do clube, Anderson Barros, alertou na última segunda-feira.

– Temos um jogo quinta-feira com a Chapecoense, temos o jogo com o Internacional e o primeiro da Sul-Americana, (contra o Nacional-PAR). Temos a obrigação de buscar bons resultados – relatou.

O Botafogo fez treino fechado na tarde desta terça. A equipe ainda treina, no mesmo local, nesta quarta-feira, antes do duelo contra a equipe catarinense.

Fonte: Terra