Botafogo veta coletivas com atletas após protesto por salários

Compartilhe:

Mesmo com os bons resultados dentro de campo, o clima no Botafogo anda quente. Após protesto do elenco por conta dos atrasos nos salários, o clube decidiu por proibir que seus jogadores concedessem entrevistas coletivas na manhã desta sexta-feira.

Normalmente, pelo menos um jogador do Botafogo fala com a imprensa após os treinos da equipe. O procedimento é comum entre as grandes equipes brasileiras. A rotina, no entanto, foi quebrada nesta sexta, quando os jogadores não deram coletiva após o trabalho realizado no campo anexo do Engenhão.

O Botafogo tomou a decisão para evitar que o tema dos atrasos salariais fosse tratado publicamente. Na quinta-feira, os jogadores anunciaram que não irão se concentrar para a estreia pelo Brasileiro, às 21h deste sábado, contra o Corinthians, no Pacaembu.

A forma de protesto já vinha sendo usada pelo elenco desde o Carioca, mas apenas para partidas disputadas na cidade do Rio de Janeiro. Como nas outras ocasiões, os atletas se apresentarão apenas às 11h30, para almoçar e seguir rumo à São Paulo. É a primeira vez que a atitude é tomada em jogos fora da capital fluminense.

Reunião com diretoria atrasa treino e apresentação de camisa

Além da negativa dos jogadores em se concentrarem para o jogo de sábado, o clima quente respingou também no treino desta sexta. Uma reunião entre dirigentes e elenco atrasou em cerca de 1h40 o início da atividade no Engenhão.

O atraso refletiu também na apresentação dos uniformes do Botafogo para a temporada. O evento promovido para a Puma estava previsto para as 12h em um dos setores do estádio, mas só pode começar uma hora depois, já que a imprensa ainda acompanhava o treinamento.

Clube emite nota oficial sobre protesto

Mesmo claramente preocupado com a situação o Botafogo classificou o protesto dos jogadores como “legítimo”. O clube emitiu nota oficial no começo da tarde desta sexta-feira reconhecendo a dívida com os jogadores e prometeu esforço para regularizar a situação. Confira a íntegra:

“O Botafogo de Futebol e Regatas reconhece que há um atraso no pagamento da remuneração de seus atletas, e considera legítimo que o assunto seja -como vem sendo – discutido entre eles e a direção do clube.

O Botafogo de Futebol e Regatas está trabalhando e continuará a fazê-lo para regularizar, no menor prazo possível, essa situação, errada e incômoda”, encerra a nota.

Fonte: UOL

Comentários