Após a heroica vitória sobre o Corinthians, o Botafogo tem mais uma dura missão pela frente. Hoje (27), o time encara a Chapecoense, às 19h30 (horário de Brasília), na Arena Condá. Novo triunfo significaria praticamente missão cumprida ao Alvinegro, pois ficaria muito próximo de se garantir na elite do Brasileiro em 2020.

Com 39 pontos, o Botafogo pularia para os 42. Segundo as contas feitas pelos dirigentes, o número mágico na atual temporada deverá ser de 43. Assim, o Alvinegro precisaria de um empate em três jogos para escapar da degola.

Portanto, a partida tem sido encarada como a grande oportunidade para o Botafogo encaminhar sua permanência na primeira divisão. Ainda mais por se tratar de um concorrente direto no objetivo.

”Acho que vai ser um jogo difícil contra a Chapecoense, são muito fortes em casa. Mas temos que ir para esse jogo com uma visão diferente, de buscar o resultado que precisamos para sair logo dessa situação. Temos que ter a ambição de buscar os três pontos, fazer o que temos feito em casa. Diminuindo as chances do adversário. Temos que seguir com essa identidade de luta e entrega. É o que vai fazer a diferença”, disse Gatito Fernández em coletiva.

Para o duelo, o técnico Alberto Valentim terá o retorno de Carli, que cumpriu suspensão automática. O argentino deverá retomar posição de Marcelo mesmo após mais uma grande atuação do jovem zagueiro.

Além disso, a partida poderá confirmar Diego Souza como titular com o treinador. Mesma dúvida ocorre com Rhuan, que teve boa atuação, mas tem alternado na equipe principal.

Fonte: UOL