A confusão generalizada entre torcedores de Atlético-PR e Vasco paralisou o jogo em Joinville (SC) e adiou a definição do Campeonato Brasileiro. Por conta do confronto, que deixou três pessoas em coma, as disputas pelas vagas na Libertadores e o último rebaixado para a Série B ainda não são conhecidos – o Fluminense, apesar de ter vencido o Bahia, caiu para a segunda divisão.

O resultado do jogo entre Atlético-PR e Vasco, um dos mais importantes da rodada, só será conhecido por volta das 20h, quando deve acabar o jogo em Joinville. Quando a briga generalizada se iniciou, o time paranaense vencia por 1 a 0 e, com isso, se classificava para a Libertadores do ano que vem, enquanto os cariocas confirmavam seu rebaixamento.

Os outros envolvidos nessas disputas, portanto, dependem dessa definição. Na parte de baixo da tabela, a primeira das últimas duas vagas em jogo na Série B ficou com o Fluminense. Na Fonte Nova, o time tricolor venceu o Bahia, mas foi prejudicado pela vitória do Coritiba contra o São Paulo. A outra, porém, está entre Vasco e Criciúma.

Inter e Portuguesa, os menos ameaçados ao início da rodada, se salvaram ao empatarem seus compromissos. De todos, o único que não conseguiu o resultado que precisava foi o Criciúma, derrotado pelo Botafogo no Maracanã.

O tropeço dos catarinenses é a última chance do Vasco. Se conseguir a virada sobre o Atlético-PR, o time cruzmaltino chega a 47 e empurra o Criciúma, com 46, para a 17ª colocação.

O problema é que o Atlético-PR também tem aspirações no Brasileiro. Para se garantir na Libertadores, o time do técnico Vagner Mancini precisa confirmar a vitória contra o Vasco. Com a vitória sobre o Criciúma, o Botafogo pode passar os rubro-negros na tabela, dependendo do saldo de gols.

Se ficar na quarta colocação, o Atlético-PR passa a depender do resultado da Copa Sul-Americana, que será definida na próxima quarta-feira. Se a Ponte Preta vencer o Lanús, ela se garante na Libertadores, tirando a quarta vaga do Brasileiro.

Fonte: Globoesporte.com