As negociações do Cruzeiro com o volante Bruno Silva, do Botafogo, estão bem encaminhadas. No entanto, o jogador ainda não foi oficializado pela Raposa, em tratativas que já vêm se estendendo desde antes do fim do Campeonato Brasileiro. Em meio a esse contexto, surgiu um novo personagem que pode atravessar a novela da equipe celeste com o meio-campista: o rival Atlético-MG.

O volante participou do Jogo das Estrelas nesta quarta (27), no Maracanã, e falou à VAVEL Brasil sobre o clássico em meio ao qual está envolvido. “Fico feliz, porque é sinal de que meu trabalho foi bem feito, é reconhecimento e estou feliz pelo meu ano. Tenho contrato com o Botafogo e não quero ficar opinando muito, porque fica chato. Fico feliz pelo interesse de dois grandes clubes”, comentou.

“As propostas estão chegando porque meu trabalho foi bem feito. Sou suspeito para falar de Cruzeiro e Atlético, sou de lá. As férias estão quase acabando, e o Bruno está nesse impasse se vai para um lado ou outro. Espero que se resolva nesta semana”, completou.

Entre Cruzeiro e Botafogo está praticamente tudo acertado. Mas então, o que falta? A Raposa precisa repassar aos cariocas um valor de 4 milhões de reais, cuja data de pagamento continua sendo uma divergência entre alvinegros e mineiros. Em contato com a VAVEL Brasil, o empresário do jogador, Carlinhos Sabiá, esclareceu os motivos pelos quais o negócio ainda se arrasta.

“O Cruzeiro quer pagar no dia 10 [de janeiro], e o Botafogo quer receber no dia 4. Se o Cruzeiro não pagar no dia 4, vai pagar no dia 10, não muda nada. A coisa está feita. Só aconteceria algo se o Cruzeiro não pagar no dia 10, aí acho que pode sim acontecer alguma coisa, ou então se o Botafogo receber alguma proposta”, disse.

De acordo com o empresário do volante, o acordo entre Cruzeiro e Botafogo foi apenas verbal. Com isso, a ausência de documentação impossibilita que a Raposa apresente de forma oficial o jogador para a próxima temporada.

“O Botafogo ainda não deu o ‘ok’ no negócio através de documento e sim verbalmente. Através de documento, ele ainda não liberou o atleta para ser apresentado oficialmente pelo Cruzeiro. A situação é essa. Acredito que vai dar tudo certo até dia 10, vai acontecer”, apontou.

A informação de que Bruno interessa ao Galo foi veiculada pelo portal Globoesporte.com. Quanto a isso, o empresário de Bruno Silva foi enfático. “Não fui procurado por ninguém do Atlético-MG. Não sei de onde surgiu essa notícia”, apontou Carlinhos.
Ponte Preta na história

A Ponte Preta detém 60% dos direitos econômicos de Bruno Silva e precisou dar anuência no contrato. De acordo com o empresário do atleta, a Macaca vai receber dos mineiros uma compensação financeira, cujos valores não foram divulgados. A Raposa chegou a oferecer jogadores, mas o clube paulista recusou – o meia Alex era um deles.
Troco no rival?

No último sábado, o atacante Fred acertou com o Cruzeiro, tendo rescindido seu contrato com o Galo na noite anterior. Em menos de 24h, o atleta foi de um rival para o outro. Caso o time alvinegro consiga atrapalhar o negócio celeste, isso tudo configuraria uma outra situação com envolvimento dos rivais de Minas.

Fonte: Vavel