Grande contratação do Botafogo para a temporada 2020, às vésperas de estrear, o meia Keisuke Honda admite que a maior dificuldade desde que chegou no Brasil, em fevereiro, é aprender o português. Jogador de criação, o japonês sente a necessidade de conversar com seus companheiros, o que, na sua visão, ajudaria num melhor encaixe dentro de campo durante as partidas.

Em entrevista ao Esporte Espetacular, da Globo, que vai ao ar no domingo (15), Honda manifestou sua preocupação em conhecer melhor e, eventualmente, ajudar seus companheiros de time. Ele cita até uma preocupação em saber se alguns deles têm problemas pessoais com sua família, por exemplo.

“Eu quero falar com meus companheiros. Entender os problemas de tática do time. Saber se alguém está com problema na família, questões pessoais. Se eu os conhecer melhor, talvez eles possam também me conhecer melhor. Assim é mais fácil encontrar uma combinação dentro de campo”, afirmou o jogador.

Na entrevista, o astro japonês, com passagem pelo Milan (ITA), revelou que tinha Pelé e Zico como seus ídolos de infância. “Quando eu era criança, jogadores como Pelé e Zico me encheram de sonhos e esperança. E eu segui os passos deles. Agora é a minha vez, né? Então eu quero ser um bom exemplo para todas as crianças no mundo”, disse Honda.

A estreia de Honda está marcada para acontecer justamente no próximo domingo, às 16h, contra o Bangu, em partida válida pela Taça Rio, o segundo turno do Campeonato Carioca.

Fonte: UOL e TV Globo