Depois de folgar no final de semana, o Botafogo iniciou nesta segunda-feira a preparação para o duelo contra o São Paulo, no próximo domingo, no estádio do Morumbi, pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro, a primeira do segundo turno.

O meia Camilo, que chegou ao time carioca com a competição em andamento, acredita que a parte final do Brasileirão será diferente para o time alvinegro, especialmente porque agora o clube definiu um estádio para mandar seus jogos no Rio de Janeiro.

Desde a 15ª rodada, em 16 de julho, no empate em 3 a 3 com o Flamengo, o Botafogo manda suas partidas no estádio Luso Brasileiro. A folga na rodada, inclusive, aconteceu por causa do mando de campo. Como durante os Jogos Olímpicos nenhum clube pode mandar as partidas no Rio, o time alvinegro conseguiu adiar o duelo contra o Grêmio para 4 de setembro.

“Acho que pecamos no início por conta do fator casa. A gente não tinha uma casa e isso desgasta a equipe por conta das viagens. Sabemos que a Arena é fundamental e vai nos ajudar. Esperamos buscar uma sequência de vitórias em casa e buscá-las fora que também é importante”, comentou Camilo.

Com um jogo a menos que os demais clubes, o Botafogo está na zona de rebaixamento, em 17º lugar, com 20 pontos. Uma posição que obviamente desagrada aos jogadores. “Contamos com a força do torcedor, que nos empurra no momento que precisamos dentro da partida. Temos uma casa e essa pressão no adversário é importante para nós”, emendou o meia.

Para não perder ritmo de jogo por conta da folga, o Botafogo fará na tarde desta terça-feira um jogo-treino contra a Portuguesa, às 15 horas, no estádio Luso Brasileiro. Será a oportunidade do técnico Ricardo Oliveira fazer os ajustes de olho na partida de domingo contra o São Paulo.

“O São Paulo vem de vitória fora de casa e está se fortalecendo com reforços. É uma grande equipe e tenho certeza que será um grande jogo. Espero que estejamos bastante concentrados para alcançarmos um grande resultado”, encerrou Camilo.

Fonte: Futebol Interior