Ex-Botafogo, Carlos Alberto ironiza apostas de ‘marketing’ do clube e critica Honda: ‘Jogador couve-flor’

82 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Carlos Alberto comenta sobre Honda e o Botafogo
Reprodução/Band

Atleta do Botafogo em 2008 e 2014, o ex-meia Carlos Alberto criticou a aposta que o clube fez nos estrangeiros Honda e Kalou para o Campeonato Brasileiro, competição hoje na qual o Glorioso ocupa apenas a penúltima colocação, à beira do rebaixamento.

– O Botafogo adora essas sacadas de marketing. É diferente de trazer o Seedorf, que ainda tinha coisa para doar dentro de campo. Agora, só fazer marketing, aí tem que mudar de ofício – criticou Carlos Alberto no programa “Os Donos da Bola”, da Band.

Aposentado desde 2019, quando disputou o Campeonato Carioca pelo Boavista, Carlos Alberto citou em especial o japonês Keisuke Honda, que pediu para sair do Botafogo no fim do ano passado, no meio da competição:

– Honda nunca foi esse meia de jogar no último terço do campo, sempre foi um iniciador de jogadas, o segundo volante que toca a bola para o lado, para trás, às vezes acham um passe no meio. É o jogador couve-flor. Agora, falar que ele viria resolver o problema do Botafogo? Ele não falava nem o idioma, como se comunicava com os jogadores? É complicado.

Rebaixado com o mesmo Botafogo em 2014, Carlos Alberto afirmou que o clube não deve mais nutrir esperanças e já planejar a Série B.

– Qual foi o momento que o Botafogo conseguiu três vitórias? Por que vai conseguir agora? Adoro o Barroca, torço muito por ele, mas tenho certeza de que já estão se planejando para a próxima temporada – frisou.

Fonte: Redação FogãoNET e Band

Notícias relacionadas