Um impasse entre Botafogo e prefeitura levou o clube a fechar na manhã desta segunda-feira o Engenhão para os operários do consórcio responsável pelas obras de reforma na cobertura. O alvinegro, que decidiu reabrir as portas para os funcionários do turno da noite, acusa o município de não depositar o reembolso de gastos com o fechamento do estádio. Segundo o Botafogo, o valor seria de R$ 3,5 milhões.

A prefeitura alega que os valores sofrem bloqueios devido às dívidas judiciais do clube. Carlos Eduardo Pereira, presidente do Botafogo, disse que dará um “voto de confiança ao prefeito” e abrirá o estádio nesta terça, mas garantiu que espera uma solução esta semana.

Fonte: O Globo Online