O Botafogo sofreu uma nova derrota na justiça nesta sexta-feira. O desembargador relator Cláudio Luís Braga Dell Orto, da 18a Câmara Cível do TJRJ, negou efeito suspensivo pedido pelo clube e manteve a penhora da parte do Glorioso (até R$ 5 milhões) da renda do clássico do próximo sábado com o Flamengo, às 18h, no Maracanã, pela segunda rodada da Taça Rio.

A decisão, publicada inicialmente pelo site do “Globo Esporte” e confirmada pelo LANCE!, é referente à dívida de R$ 5.013.267,70 que o Botafogo tem com o ex-jogador Rodrigo Beckham, que defendeu o clube entre 1999 e 2002. Na decisão, o desembargador ressalta que a demanda pelo pagamento da dívida já perdura há mais de 15 anos e que o Glorioso “parece desinteressado em cumprir a obrigação já definitivamente consolidada”.

No seu recurso, ao qual o LANCE! teve acesso, o clube de General Severiano afirma a necessidade da redução da “penhora em um percentual razoável que permita a continuidade das atividades do Botafogo”. Assim, o Glorioso solicitou que a penhora fosse limitada a 5% do valor das receitas oriundas de bilheteria.

O desembargador, no entanto, afirmou na sua decisão que “não se trata de penhora do produto de toda a atividade rentável do agravante, mas exclusivamente da renda que lhe será destinada em um único evento”.

Fonte: Terra