Depois de ficar de fora da estreia do Botafogo no Campeonato Brasileiro e ser cercado por torcedores na saída do treino desta terça(16), Sassá não vai atuar na quinta-feira (18), diante do Atlético Nacional, pela quinta rodada da Libertadores.

Em contato com a reportagem do Esporte Interativo, o presidente do Botafogo, Carlos Eduardo Pereira, comentou a situação de Sassá.

O Sassá está tendo atitudes de indisciplina?

“Você é da imprensa e sabe melhor do que eu, né”.

Outros clubes já procuraram o Botafogo para negociar com Sassá?

“Ninguém entrou em contato”.

A pedida salarial de Sassá para renovar é alta? (Sassá pediu R$ 300 mil de salário para renovar com o Botafogo).

“O preço que ele pediu não é para negociar”.

O Botafogo fez contra-proposta ao atleta?

“Não. Ele veio com esse número maluco. Não sei o que dizer”.

E qual foi o valor oferecido ao Sassá pelo Botafogo?

“Isso já foi feito. Eu não vou voltar agora nisso, não”.

Na última semana, Sassá chegou a ser liberado de um dos treinos pelo fato do filho, recém-nascido, estar internado no hospital. O atacante recentemente foi criticado pela torcida por ter sido visto em uma festa na Zona Sul do Rio de Janeiro, no mesmo momento em que a equipe atuava na estreia do Brasileiro.

Fonte: Esporte Interativo