Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Jogos

Carioca

25/04/21 às 18:00 - Nilton Santos

Escudo Botafogo
BOT

X

Escudo Macaé
MAC

Carioca

17/04/21 às 16:00 - Maracanã

Escudo Fluminense
FLU

1

X

0

Escudo Botafogo
BOT

Copa do Brasil

14/04/21 às 21:30 - Frasqueirão

Escudo ABC
ABC

1

X

1

Escudo Botafogo
BOT

Chamusca detalha reestruturação do Botafogo: ‘Muitas decisões serão tomadas depois do jogo com o Ceará’

39 comentários

Compartilhe

Marcelo Chamusca - Botafogo
Vitor Silva/Botafogo

Devido ao inédito calendário impactado pela pandemia, o Botafogo terá de fazer muitas mudanças num curto período de tempo de uma temporada para outra. Dois mil e vinte termina nesta quinta, quando o Glorioso visita o Ceará pelo Brasileirão, e 2021 já começa na quarta-feira que vem, com o Campeonato Carioca.

Novo técnico do Botafogo, Marcelo Chamusca deu detalhes sobre o processo de reestruturação do futebol alvinegro e prometeu que muitas mudanças ocorrerão após o jogo desta quinta-feira, às 21h30, na Arena Castelão. Chamusca viajou com a delegação, mas Lucio Flavio seguirá à beira do campo comandando o time.

No planejamento que está sendo feito há muitas decisões que serão tomadas depois do jogo. Temos que conversar com alguns atletas, ver o sentimento com relação a permanência, analisando o mercado e vendo os jogadores que iremos contratar. Quando cheguei já tinha um bom número de jogadores contratados que já já vão ser anunciados. O Botafogo está fazendo uma reformulação com muita calma, com muito equilíbrio, e a ideia é montarmos uma equipe competitiva para começar a encaixar no Campeonato Carioca e entrar na Série B numa boa condição – explicou Chamusca, em entrevista à Rádio Bandeirantes.

As notícias envolvendo negociações estão constantes. Ronald já foi anunciado, e o Botafogo tem encaminhadas as contratações de Matheus Frizzo, Jonathan, Gilvan e Pedro Castro. Por outro lado, atletas estão de saída como Bruno Nazário (América-MG), Kanu (São Paulo) e Caio Alexandre (Estados Unidos), além de acordos para rescindir com Cícero e Kalou. O desafio de fazer parte desta reestruturação tem deixado Marcelo Chamusca bastante animado.

– É um grande desafio. Antes de aceitar o convite, conversei bastante com nosso executivo, Eduardo Freeland, que foi contratado para fazer uma reestruturação, o presidente também conversou bastante comigo, existe um novo comando. Senti na minha chegada um ambiente muito propício à essa restruturação. Teremos algumas dificuldades, como queda de orçamento e pouco tempo para trocar algumas peças para o início da temporada, mas nossa vida é feita de desafios. Eles me deram vários sinais de que estão muito dispostos a mudar essa realidade e quero fazer parte desse momento do clube – disse.

Série B repleta de gigantes

A próxima Série B do Brasileiro será inédita, com a presença de cinco campeões brasileiros – Botafogo, Cruzeiro, Vasco, Coritiba e Guarani -, quebrando o recorde de 2005 (Guarani, Grêmio, Bahia e Sport) e 2006 (Atlético MG, Sport, Coritba e Guarani). Marcelo Chamusca acredita que a presença de três gigantes do futebol brasileiro pode inclusive mudar as características da disputa em campo:

– Este ano será ainda mais complicado devido ao número de clubes com história e estrutura que vão disputar a competição. Vai ser uma competição que vai inclusive mudar a característica de jogo, talvez seja até mais técnica pelo número de times com camisa, com tradição que irão disputar. Será muito nivelada e temos de estar bem preparados para conseguir o objetivo principal que é voltar à Série A em 2022.

Fonte: Redação FogãoNET e Rádio Bandeirantes

Comentários