O jovem goleiro Diego foi a surpresa do Botafogo na derrota para o Bahia por 2 a 1 nesta quinta-feira, pela Copa Sul-Americana. Ele ganhou nos treinos a posição de Saulo e foi titular, já que Gatito e Jefferson seguem fora. Mas a noite acabou não sendo boa: ele sofreu dois gols evitáveis.

– O trabalho do goleiro é não tomar gol, então quando acontece você fica um pouco frustrado com a situação. No primeiro gol a bola quicou na minha frente, eu fui, mas ela quicou. E no segundo não vi quem raspou no primeiro pau e eu defendi a bola, só que ela acabou entrando no gol. Então um pouco chateado, acho que não era o resultado que a gente esperava, mas vamos trabalhar para reverter – disse, ao site Globoesporte.com.

Apesar da noite triste, Diego diz que realizou um “sonho de criança” na Fonte Nova. Ele já havia sido titular, na vitória sobre o Sport por 2 a 0 pelo Campeonato Brasileiro.

– Trabalhamos durante a semana, e o Zé procurou conversar com a gente, passar o que seria feito no jogo. Por ser mais uma opção para o time na saída de bola e poder ajudar a equipe, e para mim também foi uma surpresa poder jogar a Sul-Americana, um sonho de criança – afirmou, já virando a página e projetando o jogo de domingo, contra o Vitória:

– Vamos esperar e ver o que o Zé vai falar. É uma responsabilidade muito grande substituir dois goleiros nível de seleção, espero poder fazer melhor quando tiver outra oportunidade, como fiz contra o Sport. Fiz o possível hoje (quinta), agora é aguardar as próximas oportunidades.

Fonte: Globoesporte.com