O lateral direito Cicinho é mais um dos jogadores que nesse final de ano ficará sem contrato e estará livre para atuar em uma nova equipe em 2017, tudo porque seu contrato com o Sivasspor, da Turquia, chega ao fim agora em dezembro. O brasileiro afirmou que não tem desejo de permanecer na Europa e tem o desejo de atuar novamente no Brasil. Em entrevista, a Bradesco Esportes FM Rio, transcrevida pelo Terceiro Tempo, o lateral revelou que ainda neste ano foi procurado pelo Botafogo-RJ e não escondeu seu desejo de voltar ao São Paulo.

Cicinho teve passagens por grandes clubes do futebol Mundial, mas brilhou mesmo com a camisa do São Paulo, pelo Tricolor paulista, o jogador conquistou o Paulistão, a Libertadores e o Mundial de 2005. Chegou até a Seleção Brasileira, disputou a Copa do Mundo de 2006 e foi vendido ao Real Madrid.

Porém, o tempo passou e o jogador acabou se perdendo no alcoolismo, a carreira que era para ser brilhante, acabou caindo de produção. Sua passagem pela Europa foi péssima, não se firmou no Real, nem na Roma e no Villarreal.

Hoje joga no modesto Sivasspor, porém, o jogador revelou que neste ano teve sondagem do Botafogo-RJ. “Houve o interesse do Botafogo após lesão do Luis Ricardo. Mas preferi não arriscar, pois estava no meio da temporada. Preferi fazer o tratamento para que em janeiro já possa estar jogando em algum clube brasileiro”, disse.

O sonho de Cicinho é voltar em janeiro ao país e voltar a atuar pelo São Paulo. “Eu nunca escondi meu sonho de jogar com a camisa do São Paulo”.

Atualmente, o lateral tem 36 anos e já soma duas passagens pelo time do Morumbi, a de 2005 que foi brilhante e a de 2010, em que disputou apenas 6 partidas.

Fonte: Torcedores.com