Já não tem sido fácil a vida do Campeonato Estadual em sua tentativa de atrair a atenção do torcedor. Fórmula de disputa, duração e falta de estádios não ajudam. E, neste sábado, o Flamengo x Botafogo das 16h encontrou abrigo em Juiz de Fora. Os 180km que separam o Rio da cidade mineira fazem com que a TV seja o veículo em que boa parte dos torcedores cariocas acompanhe o jogo. E a concorrência será dura: meia hora antes começa nada menos que Barcelona x Real Madrid.

Flamengo e Botafogo será transmitido pelo Première. Já o clássico espanhol vai ao ar pela ESPN Brasil.

Mas há motivos para se dedicar ao tradicional duelo carioca a devida atenção. Haverá atrações no estádio Radialista Mário Helênio — certamente menos midiáticas e globais do que as que desfilarão no Camp Nou, por onde passarão Messi, Neymar, Suárez, Cristiano Ronaldo e Benzema, por exemplo. Mas certamente muito mais ligadas à memória afetiva do torcedor do Rio.

Será o primeiro encontro do ano entre Flamengo e Botafogo. Nele, há um certo ar de decisão para os rubro-negros. Uma nova derrota do time que, até agora, somou cinco pontos em 12 possíveis na Taça Guanabara, pode aproximá-lo de uma eliminação precoce.

— Não tenho receio, mas temos três jogos que precisamos vencer. O primeiro é contra o Botafogo. Dependemos da gente — disse o zagueiro Juan, lembrando que uma vitória deverá colocar o Flamengo no G-4 da Taça Guanabara.

Outra atração do jogo: estaremos diante de mais uma etapa da maratona de Paolo Guerrero? O atacante defendeu o Peru na terça-feira, em Montevidéu, em seguida viajou para Brasília e enfrentou o Vasco, na quarta. Está relacionado para o clássico de hoje.

O Botafogo repete, sob o comando de Ricardo Gomes, um traço que o caracterizou na temporada passada: um time desacreditado, formado com orçamento limitado e que volta a ter resultados acima do esperado. Desvendar os segredos deste Botafogo é sempre uma razão para estar atento ao alvinegro.

Nos clássicos, o desempenho até aqui reforça a interrogação sobre o real potencial dos alvinegros.

— Até agora, vencemos um clássico, perdemos outro e empatamos dois. Vencer este jogo seria importante pelos três pontos e pela moral. Contra o Vasco, perdemos jogando bem. Contra o Flamengo, queremos jogar bem e ganhar — disse o técnico Ricardo Gomes.

Fonte: O Globo Online