Com ambições elevadas, Botafogo e Vitória se enfrentam

Compartilhe:

O Maracanã será palco do duelo entre Botafogo e Vitória, nesta quinta-feira, às 19h30m (de Brasília), válido pela décima rodada do Brasileiro. Um grande estádio para o confronto de duas equipes com ambições elevadas. Os alvinegros, com 17 pontos, têm a chance de voltar à liderança, beneficiados pela derrota do Cruzeiro para o Fluminense. Após os jogos dessa quarta, a ponta ficou com o Coritiba, que tem 20 pontos, mas as mesmas cinco vitórias do Botafogo. Os rubro-negros, com 15, podem ultrapassar o adversário na tabela e retornar ao G-4.

No Botafogo, que fará seu primeiro jogo como mandante no Maracanã, a expectativa é de que a torcida vá em melhor número ao estádio. O craque Seedorf se dispôs até a dar entrevista coletiva para dar esse recado. Ele espera criar um clima de confiança para ajudar o time na briga pela ponta.

O Vitória espera retomar o caminho das vitórias, já que empatou os dois últimos jogos e deixou o G-4. Para voltar a figurar no topo da tabela, a equipe baiana confia no poder ofensivo do artilheiro do Brasileirão, Maxi Biancucchi, que tem sete gols marcados.

O PremiereFC transmite o jogo, que será acompanhado pelo GLOBOESPORTE.COM em Tempo Real e com vídeos exclusivos.
 

header as escalações 2

Botafogo: o técnico Oswaldo de Oliveira vai repetir a formação do time que empatou com o Flamengo por 1 a 1 no último domingo. O Alvinegro vai de Jefferson, Gilberto, Bolívar, Dória e Julio Cesar; Marcelo Mattos, Gabriel, Lodeiro, Vitinho e Seedorf; Rafael Marques.

Vitória: sem Victor Ramos, suspenso, o time terá uma nova dupla de zaga. Gabriel, que atuou como lateral contra o Coritiba, volta à sua posição original, com Fabrício como companheiro. Na lateral direita, quem entra é Daniel Borges. O restante da escalação será a mesma que empatou na capital paranaense no último domingo: Wilson; Daniel Borges, Gabriel, Fabrício e Danilo; Michel, Cáceres, Escudero e Renato Cajá; Maxi Biancucchi e Dinei.
quem esta fora (Foto: arte esporte)

Botafogo: o lateral-direito Lucas fraturou o tornozelo esquerdo na derrota para o Grêmio, e o meia Cidinho foi submetido a uma cirurgia no joelho direito em maio. Octávio também não está à disposição depois de uma cirurgia no punho direito. Bruno Mendes precisou retirar uma verruga da sola do pé esquerdo e está fora.

Vitória: apresentado no dia 18 de julho, André Lima é a mais nova baixa. No empate com o Coritiba, sofreu uma fratura no joelho esquerdo, e o tempo de retorno ainda é indeterminado. O lateral Nino Paraíba foi diagnosticado com um problema no púbis e está vetado. Neto Coruja, com um problema muscular, é outro desfalque. Em processo de recondicionamento físico, Mansur e Luís Alberto seguem fora de ação, assim como o goleiro Deola, que se recupera de uma fratura no punho. Victor Ramos, que recebeu o terceiro cartão amarelo na rodada passada, é o único desfalque de ordem disciplinar.
 

header pendurados (Foto: ArteEsporte)

Botafogo: Gilberto, Lucas, Renan e Vitinho.

Vitória: Gabriel Paulista.

 

header o árbitro (Foto: ArteEsporte)

Flávio Rodrigues Guerra (SP) apita o jogo, auxiliado por Fabiano da Silva Ramires (ES) e Cleriston Clay Barreto Rios (SE). O árbitro trabalhou em uma partida neste Brasileiro: Corinthians x Portuguesa, na 5ª rodada. Ele deu 4 cartões amarelos, nenhum vermelho, 26 faltas e não assinalou pênaltis. O campeonato tem média de 4,1 cartões amarelos e 0,2 cartões vermelhos. São 33,4 faltas em média por partida e 0,2 pênalti por confronto.

 

header_estatisticas (Foto: arte esporte)

Botafogo:  a tendência é ser uma partida emocionante. As duas defesas estão entre as três que mais tiveram de fazer defesas difíceis (19) até esta rodada, menos apenas que o Coritiba (21). O Botafogo terá um adversário duro pela frente e um grande desafio, pois o Vitória praticamente não sofre gol de finalizações de longa distância. Dos 13 gols marcados pelo Botafogo, cinco foram marcados dessa maneira. O Botafogo é a oitava equipe que mais finalizou (114) e a nona com melhor índice de finalizações que viraram gol (11,4%).

Vitória: o time é o segundo que menos finalizações fez (85) até esta rodada. Tem ainda o pior índice de finalizações certas (apenas 31,8% vão no gol). No entanto, quando a conclusão vai a gol, leva perigo. O Vitória tem o melhor índice de finalizações que viraram gol (16,5%). Quando se defende, a equipe é a que mais finalizações sofreu (144). A marcação na frente da área vem dando bons resultados. Para fazer gol no Vitória tem sido necessário finalizar da área porque os chutes de longe não entram. Os três gols de fora que sofreu até agora foram cobranças de falta da frente da meia-lua.

Fonte: Globoesporte.com

Comentários