Sem manter sua boa média de gols que vinha tendo ao longo da temporada, o atacante Bill ainda não encontrou seu faro de artilheiro no Campeonato Brasileiro da Série B. Com isso, a pressão de alguns torcedores no duelo contra o Vitória sobre o atleta, no último sábado, deixou o técnico do Glorioso, René Simões, chateado pelas críticas, dizendo que o jogador tem ajudado muito a equipe em 2015.

”Quando assumi o Fluminense em 2008, o clube estava na penúltima colocação, na zona de rebaixamento. E o Washington (Coração Valente) não fazia gol há oito ou nove jogos. A ansiedade dele era muito grande. Centroavante vive de gols e eu dizia para ele: “Calma, você vai ser o artilheiro da competição”. E ele desatou a marcar. Temos que ter calma com o Bill. Está todo mundo pegando no pé dele, é normal com o atacante acontecer isso. Às vezes bate nele e não entra. É um cara que se dedica muito, ajuda na marcação, dá pressão nos zagueiros e nos goleiros. Ele vem nos ajudando muito. A torcida pediu o garoto (Vinícius Tanque), mas é muita responsabilidade em cima dele. O Henrique vem melhorando. Temos que ter paciência. Eu tenho muita paciência. O Bill é nosso artilheiro, com 10 gols. Muita calma com ele”, declarou.

O Botafogo é o segundo colocado na competição, com dez pontos somados até o momento. O próximo adversário será o Paraná, terça-feira, às 21h50 (de Brasília).

Fonte: Futnet