O Botafogo chega na última rodada do Brasileiro em um cenário desconfortável para a luta pela Libertadores. Além de ter a obrigação de vencer o Criciúma, precisa torcer que um de seus concorrentes, Atlético-PR ou Goiás, que jogam em casa, tropecem. Os paranaenses enfrentam o Vasco, e o Esmeraldino o Santos. O Glorioso é o quinto colocado com 58 pontos. 

Todas estas partidas acontecerão ao mesmo tempo, o que aumenta ainda mais a carga dramática. Apesar de o placar eletrônico do Maracanã normalmente apontar os placares de outros jogos, o lateral-direito Edilson afirmou que a concentração tem que ser apenas no Criciúma.

– Tem que secar mesmo, tomara que eles (vasco e Santos) tenham sucesso, mas durante o jogo não tem como ficar ligado nisso, a concentração tem que ser no campo. Infelizmente chegamos neste ponto de não dependermos apenas de nós. Sabemos que não fizemos um segundo turno igual ao primeiro, mas o importante é que chegamos ao último jogo com chance ainda. Vamos dar nosso melhor contra o Criciúma sem pensar nos jogos passados – disse o jogador, que deve voltar ao time depois de cumprir suspensão contra o Coritiba.

Apesar de não estar com a corda no pescoço, o Criciúma ainda não garantiu matematicamente sua permanência na Série A, o que pode aumentar o empenho dos atletas em campo. Edilson, no entanto, afirmou que o Bota não pode nem se preocupar com isso, já que a equipe tem que “dar a vida” de qualquer forma.

– De verdade, para mim não importa o Criciúma, mas sim a forma que vamos entrar em campo, dispostos a vencer. É o último jogo, temos que dar a vida. Independente dos outros resultados, temos que deixar o gramado com a sensação de que fizemos tudo o que era possível.

Edilson acredita que a semifinal da Taça Guanabara, quando o Bota venceu o Flamengo, deu a volta por cima e arrancou para o título do Carioca, seja uma boa inspiração para o próximo domingo.

– Naquela ocasião o grupo todo assumiu a responsabilidade, sabia que estava aquém do que poderia. Dissemos: “temos que jogar a vida, dar o nosso melhor”. Agora estamos no último jogo e precisamos concentrar todos os pensamentos positivos para conquistarmos a classificação.

Botafogo e Criciúma se enfrentam no próximo domingo, às 17h (de Brasília), no Maracanã. Segundo o matemático Oswald de Souza, a chance de classificação para Libertadores é de 47%.

Fonte: Globoesporte.com