O Botafogo disputa neste domingo a sua última decisão do ano, contra o Cruzeiro, no Estádio Nilton Santos. Uma vitória já coloca o Alvinegro ao menos na pré-Libertadores de 2018. Para garantir um bom público, todos os setores terão preço fixo e promocional: a entrada inteira custará R$ 20 e a meia, R$ 10. No entanto, até aqui, a média de público do clube no Campeonato Brasileiro briga na parte de baixo da tabela de classificação.

A média de público pagante do Botafogo — 9.740 — é a 16ª do Brasileiro, à frente apenas de Atlético-GO, Ponte Preta, Avaí e Chapecoense. As entradas de sócios-torcedores, ainda que eles façam parte do plano que exima o pagamento de ingresso, são incluídas nos borderôs como parte do público pagante. O preço médio do ingresso alvinegro é o 13º maior entre os 20 times da Série A.

Após a eliminação da Libertadores para o Grêmio, o Botafogo fez promoções para impedir a queda de público nas partidas em casa que restavam pelo Campeonato Brasileiro. Foram lançados pacotes entre R$ 180 a R$ 240, parceláveis em até três vezes sem juros, para as sete últimas rodadas no Nilton Santos. Nas seis que já se passaram, a média de público pagante foi de 8.675, inferior à média do campeonato.

O preço promocional para domingo é uma tentativa de trazer o torcedor para um jogo que ajudará a definir o ano de 2018 do clube. Uma classificação para a Libertadores poderá manter jogadores, contratar nomes mais qualificados e trazer mais recursos financeiros para o Botafogo. Além disso, disputar a competição sul-americana dois anos seguidos seria um acontecimento inédito.

A dúvida, agora, é se a torcida — que tem, repetidamente, demonstrado insatisfação com a fase do time — se motivará o suficiente para comparecer ao Nilton Santos no domingo.

Fonte: Extra Online