Comentarista questiona indicação da Ilha pelo Flamengo e critica declaração de CEP

0 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Comentarista da Rádio Globo e do canal Fox Sports, Paulo Vinicius Coelho questionou a indicação do acanhado e provisório Estádio Luso-Brasileiro, que possui arquibancadas de madeira, pelo Flamengo para receber o jogo de volta da semifinal da Copa do Brasil contra o Botafogo, no dia 23 de agosto. Segundo ele, em relação ao Alvinegro atuar no Nilton Santos, não há discussão.

– Não há nenhum problema o Botafogo querer jogar no Nilton Santos a semifinal da Copa do Brasil. O problema maior é o Flamengo querer se apequenar e jogar na Ilha do Urubu, ao invés do Maracanã. Podia ser Maracanã para o Flamengo, e Nilton Santos para o Botafogo – opinou o jornalista.

Em seu comentário na sequência, PVC, entretanto, fez uma crítica às declarações do presidente do Botafogo, Carlos Eduardo Pereira, em relação às atuações da arbitragem nos jogos do Flamengo. Segundo ele, este tipo de afirmação pode acirrar ainda mais os ânimos dos torcedores.

– O que andou errado na segunda-feira, depois do sorteio, foi a tentativa de apagar incêndio com gasolina. O Botafogo dizendo que o Flamengo foi beneficiado e o que o lance volta para descobrir a falha do juiz e favorecer o Flamengo, e quando o gol de Jô, do Corinthians, é contra o Flamengo, aí a anulação equivocada prossegue. Nada disso tem necessidade num mundo em que Botafogo e Flamengo acirram a rivalidade, e isso pôs em risco a morte de um torcedor no semestre passado, no Campeonato Carioca. Responsabilidade. Botafogo e Flamengo farão dois jogos inesquecíveis na Copa do Brasil: que sejam inesquecíveis pela qualidade do futebol, e não pelos ânimos acirrados de torcedores e dirigentes – finalizou.

Notícias relacionadas