Contra a Chape, Botafogo dá sequência à maratona de um jogo a cada três dias

Compartilhe:

A partida contra o Vitória, na última quarta, foi a décima do Botafogo em um mês. Nesses 30 dias, a equipe viajou para Rio Grande do Sul, Argentina, Recife, São Paulo e Bahia. O time não parou. Agora, com as datas das quartas de final da Copa do Brasil e das oitavas da Libertadores já conhecidas, desenha-se a continuação da maratona.

O Botafogo enfrentará o o Atlético-MG nos dias 29 de junho (no Independência) e 26 de julho (no Engenhão), pela Copa do Brasil. Já pela Libertadores, as partidas contra o Nacional do Uruguai serão nos dias 6 de julho (em Montevidéu) e 10 de agosto (no Engenhão). Com essa sequência em mente, a equipe enfrenta a Chapecoense neste domingo, às 16h, na Arena Condá, pelo Brasileiro.

É consenso entre torcedores, treinador e diretoria que o elenco atual precisa ser reforçado para encarar as semanas movimentadas que se aproximam. No duelo deste domingo, o Botafogo já poderá contar com o atacante Guilherme, recuperado de lesão. O meia Camilo já voltou a treinar com bola, mas não está relacionado. E o goleiro Jefferson ainda não tem data para voltar.

Há, ainda, um contrassenso: o sucesso nas diferentes competições fará com que a agenda continue apertada e que o elenco precise se reforçar ainda mais. Os primeiros movimentos já estão sendo feitos: o clube está próximo de um acerto com o atacante Aylon, que pertence ao Internacional e atua no Goiás. O Alvinegro também pode conseguir outros atacantes da Série B, com os quais já vem negociando.

Fonte: Extra Online

Comentários