Na opinião do goleiro Jefferson, a altitude de 2.850 metros de Quito, no Equador, não deve ser um temor para o Botafogo, nesta quarta-feira, às 22h, contra o Deportivo Quito, na estreia do time da Copa Libertadores. Para o capitão alvinegro, o pensamento dos jogadores deve estar voltado para a apresentação de um bom futebol.

– Nós temos outras experiências, sabemos que a bola fica mais rápida, mas estamos preparados e tranquilos. Não podemos entrar pensando nisso (altitude), porque pode nos atrapalhar. Vamos deixar a altitude para depois da partida – disse o goleiro, em Guaiaquil, onde a delegação se hospedou até a manhã desta quarta.

Para superar a altitude junto dos companheiros esta noite, Jefferson reencontrou e recebeu conselhos de um personagem com experiência no assunto: o ex-goleiro alvinegro Manga, que mora no Equador há mais de 30 anos.

O ex-jogador, de 76 anos, que foi convidado pela diretoria do Botafogo para estar junto do time no país, recebeu palavras carinhosas de Jefferson, atual camisa 1 e capitão alvinegro.

– O Manga sempre vai ter o espaço dele, o reconhecimento e o nosso carinho. Para mim, é uma honra poder tê-lo aqui. Só tem o que acrescentar. A história do Manga já está lá (no Botafogo) e estou fazendo a minha – disse Jefferson.

Fonte: Lancenet!