Tudo muito bom, tudo muito bem, mas a oficialização de Honda pelo Botafogo gera, automaticamente, um problema para o técnico Alberto Valentim: a necessidade de escolher quais dos estrangeiros será relacionado por partida. Com o japonês, o número passa para seis, um a mais do limite brasileiro.

Dentre os que já estão no elenco, dois são titulares atualmente incontestáveis: o goleiro paraguaio Gatito Fernández e o zagueiro argentino Joel Carli. Porém, a janela de transferências do ano passado para este reservou três chegadas internacionais antes da estrela nipônica.

Há grande expectativa em torno de Gabriel Cortez, equatoriano que está certo há cerca de uma semana, mas que ainda não chegou ao clube; o lateral-direito uruguaio Federico Barrandeguy estreou na última quinta-feira; e o peruano Alexander Lecaros treina com o grupo, mas ainda não jogou.

O atual regulamento do futebol brasileiro limita a cinco não brasileiros por lista de relacionados. Como já há dois titulares e o uruguaio disputa posição com Fernando, após a lesão de longo prazo, o setor ofensivo deve tirar chances de Lecaros ou de Cortez.

Fonte: Terra