No último sábado, Eduardo Berizzo, treinador da seleção paraguaia, anunciou os 23 jogadores que não atuam no país que farão parte do grupo que vai disputar dois amistosos em março. O Paraguai vai enfrentar Peru e México nos dias 22 e 26, respectivamente, em preparação para a Copa América 2019, que acontece no Brasil.

O goleiro do Botafogo Gatito Fernandez, que é um dos principais nomes da equipe carioca e um dos jogadores mais queridos pela torcida, está presente na lista. Por se tratar de uma data Fifa, o Alvinegro não pode pedir que Gatito seja desconvocado.

Com a convocação, Gatito Fernandez pode desfalcar o Glorioso em três partidas do Campeonato Carioca. No dia 21, a equipe enfrenta a Portuguesa, pela 5ª rodada da Taça Rio. No dia 24, o adversário é o Americano, pela 6ª e última rodada da competição. Caso avance para as semifinais, é bem difícil que o goleiro atue, já que os confrontos estão marcados para os dias 27 e 28 deste mês.

Em 2017, Gatito participou de 58 partidas. Foram 24 vitórias, 15 empates e 19 derrotas. A equipe sofreu 59 gols (1,02 por partida). Sem o goleiro, 14 jogos. Seis vitórias, três empates e cinco derrotas. Foram 13 gols sofridos (0,92 por jogo). As grandes atuações de Gatito na fase preliminar da Libertadores foram fundamentais para que a equipe se classificasse para os grupos.

No ano seguinte, por conta de uma lesão no punho direito, o paraguaio atuou bem menos com a camisa botafoguense. Foram 18 partidas, com 10 vitórias, quatro empates e quatro derrotas. Ao todo, sofreu 17 gols (0,94 por jogo). Sem Gatito, o Botafogo disputou 44 partidas, sendo 14 vitórias, 13 empates e 17 derrotas. Foram 58 gols contra nesse período (1,32 por jogo).

Neste ano, o Botafogo contou com o goleiro titular em dez partidas, com cinco vitórias, dois empates e três derrotas. Gatito sofreu sete gols até aqui (0,7 por jogo). Por enquanto, foi apenas um jogo sem o paraguaio. A derrota para o Volta Redonda por 1 a 0.

A VEZ DE DIEGO CAVALIERI

Com a aposentadoria de Jefferson no fim de 2018, a diretoria botafoguense se viu na obrigação de contratar um goleiro para ser reserva de Gatito Fernandez, muito por conta das convocações para a seleção paraguaia.

O nome escolhido foi o do experiente Diego Cavalieri, campeão brasileiro pelo Fluminense e com passagens por Europa e Seleção Brasileira.

Diego Cavalieri não disputou partidas em 2018. Contratado pelo Crystal Palace-ING em março, foi dispensado três meses depois. Desde então, o goleiro estava sem clube.

Pelo Botafogo, Cavalieri fez uma partida até o momento. O goleiro estreou na derrota por 1 a 0 para o Volta Redonda, na primeira rodada da Taça Rio. Apesar do resultado adverso, não teve culpa no gol e ainda fez uma grande defesa no fim da partida, evitando um placar mais elástico.

Fonte: Terra