O Clássico Vovô sempre teve como principal marca a tradição, mas, no que depender dos Moleques de Xerém e dos Garotos de General, alguns dos principais capítulos dessa rivalidade serão escritos no futuro. Enquanto sonham com a chance de brilhar, os meninos assistirão, neste domingo, pela televisão, ao duelo que decidirá o primeiro finalista do Estadual, às 19h, no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda.

— Aposto em um jogo duro. Vai vencer quem errar menos — palpita o volante Gabriel, do Botafogo.

Já o centroavante Marcos Paulo, do Tricolor, confia em uma classificação tranquila:

— Vai ser goleada do Fluminense, fora o baile.

Os dois clubes estão entre os que mais aproveitam suas crias nas equipes principais. O Alvinegro, em dificuldade financeira, dá espaço a revelações, como os garotos Ribamar e Emerson, que estarão em campo hoje. Já o Tricolor, além de abastecer o time profissional, conta com a venda de promessas para manter as contas no azul.

E os resultados têm sido positivos. Nas últimas duas semanas, os clubes se enfrentaram na decisão da Taça Guanabara sub-20, vencida pelo Botafogo nos pênaltis.

Os candidatos a protagonistas nos próximos anos já estão escalados e prometem trabalho duro para não desperdiçarem a oportunidade:

— Jogar futebol é o que me define — resume o zagueiro alvinegro Caique.

Inspiração caseira

Messi, Cristiano Ronaldo e Neymar podem até disputar a preferência de meninos ao redor do mundo, mas, tanto em Xerém quanto em General, as maiores influências estão logo ali, nas equipes profissionais da casa.

— Gosto do Ribamar, que, apesar de novo, já conseguiu espaço — diz o meia-atacante Andrey, do Botafogo.

O goleiro Davi tem encontrado marcado com o ídolo Jefferson na próxima terça e não esconde a ansiedade:

— Vou pedir dicas de como me comportar em campo.

No tricolor, Fred é unanimidade, mas crias da base também são lembradas.

— Me inspiro no Marlon e no Gerson, que vi de perto — diz o atacante João Pedro.

Fonte: Extra Online