Cris Cyborg ‘reforça’ Botafogo: ‘Lutarei com a torcida comigo’

Compartilhe:

Na tarde do clássico contra o Flamengo pelas quartas de final da Copa do Brasil, a torcida do Botafogo recebeu um reforço campeão. A lutadora brasileira Cristiane “Cyborg” Justino, campeã peso-galo do Invicta, evento exclusivamente feminino de MMA, anunciou nesta quarta-feira uma parceria com o clube carioca, durante uma visita à sede de General Severiano.

Cris Cyborg foi recepcionada pelo gerente de marketing do Botafogo, Daniel Gastaldoni, e pelo atual presidente, Maurício Assumpção. Além de conhecer as instalações do clube e a sala de troféus, a lutadora recebeu de Assumpção uma caixa repleta de presentes, incluindo uma camisa personalizada com seu nome e o número 99.

Cris Cyborg Maurício Assumpção MMA Botafogo (Foto: Adriano Albuquerque)Cris Cyborg posa com Maurício Assumpção e com o cinturão do Invicta (Foto: Adriano Albuquerque)

– Estou muito feliz. Não serei só eu quem vai lutar agora, serei eu e toda a torcida do Botafogo comigo – disse Cyborg.

Apesar de curitibana, a lutadora criou uma identificação com o time alvinegro durante a preparação para sua luta contra a holandesa Marloes Coenen, em julho passado, pelo cinturão do Invicta. Nos EUA, Cyborg assistiu à vitória do Botafogo sobre o Fluminense por 1 a 0, no primeiro turno do Campeonato Brasileiro, e gostou do que viu.

– Estava perdendo peso para essa luta, e sempre busco ver alguma coisa do Brasil, porque sinto saudade e fico muito mal. Aí, estava passando o jogo do Fluminense contra o Botafogo, e me identifiquei com os atletas e com a torcida. Me identifiquei muito com a estrela, porque é a mesma da minha equipe, a Chute Boxe. Falei com meu empresário que, quando fosse ao Brasil, queria ir ao jogo do Botafogo e ele ficou de ver isso para mim. Não pensei que teria toda essa repercussão, mas fico muito feliz e lisongeada por poder representar a torcida do Botafogo – contou.

A estreia de Cyborg na torcida acontece nesta quarta, e a lutadora prometeu torcer muito pelo Botafogo no Maracanã. Ela até cantou um dos famosos gritos da torcida alvinegra durante a visita, “E Ninguém Cala”.

A parceria, por sua vez, ainda está sendo trabalhada. A princípio, não há ônus ao Botafogo, que não pagará nada a Cyborg. A lutadora vai usar o escudo do time na sua camisa e no banner em sua próxima luta pelo Invicta, esperada para o fim de novembro ou começo de dezembro. Ela também planeja iniciar escolinhas de muay thai e MMA no clube.

– O Botafogo tem uma tradição de fazer vários campeões, e eu sou criada na base da minha equipe e me tornei campeã. Acho que vamos fazer da mesma forma que na minha equipe. Fazer uma escolinha de luta está no nosso projeto, e tentar formar mais campeões. Sempre venho para o Brasil, fico nos EUA mais nos camps de treinamento, e estarei administrando, como administro o meu projeto social IFC, que faço junto ao Antônio Tolentino. O máximo que eu puder participar, eu vou – explicou Cyborg.

Cris Cyborg é a atual campeã peso-pena (até 65,8kg) do Invicta e ex-campeã peso-pena do Strikeforce. Ex-esposa do lutador Evangelista Cyborg, a curitibana de 28 anos só perdeu uma vez na carreira, em sua estreia, e tem 12 vitórias desde então, sendo 10 por nocaute, além de um “No Contest” (luta sem resultado). Sua categoria, porém, não está incluída no UFC entre mulheres, apenas entre homens. A única divisão feminina do Ultimate atualmente é o peso-galo (até 61,2kg), cuja campeã é a americana Ronda Rousey.



Fonte: Combate
Comentários