O Botafogo foi o último clube da carreira de Seedorf, entre 2012 e 2013. O ex-jogador e hoje treinador revelou que ainda acompanha o Glorioso, apesar da distância e das dificuldades em obter informações.

– (Acompanho) Pouco, a distância é muito grande. Tenho muitas coisas, muito trabalho. A coisa mais importante era voltar à Série A, e eu sabia que isso iria acontecer. Mas o Brasil em geral, não só o Botafogo, precisa de mudanças para se organizar de novo, dar estrutura, dar um futuro para o futebol brasileiro crescer de novo, para produzir esses jogadores que todo mundo conhece. Sei que as instituições e federações não tomam medidas para essa mudança acontecer. Vai ser muito difícil para os clubes também se organizarem – disse Seedorf ao Globoesporte.com, garantindo estar na torcida:

– Eu torço por todos os times onde joguei, pode ter certeza (risos).

Fonte: Globoesporte.com