Um dos grandes reforços do futebol brasileiro na temporada 2020, Keisuke Honda viu a sonhada sequência com a camisa do Botafogo ser interrompida após fazer sua estreia devido à paralisação dos campeonatos por conta do surto do novo coronavírus. Enquanto ainda não teve muito tempo para mostrar sua qualidade em campo, o japonês vem dando uma aula de carisma no Twitter.

O UOL Esporte separou dez momentos curiosos e que deixaram a torcida do Botafogo ainda mais encantada por essa grande personalidade do futebol. Honda se mostrou até ingênuo em determinado momento, quando compartilhou post da torcida do Fluminense provocando os alvinegros na primeira aparição do japonês no estádio.

1) Chegando, hein?

A imprensa já havia noticiado o acerto, mas a explosão só ocorreu quando Keisuke Honda oficializou em seu Twitter. “Estou chegando ao Brasil. Vocês são a minha motivação. Obrigado”, disse antes de embarcar para o Rio de Janeiro, onde foi recepcionado com grande festa no aeroporto.

2) Português é difícil?

Desde que fechou com o Botafogo, Honda deixou claro que havia uma preocupação com a língua portuguesa. Inclusive, foi através do Twitter que ele contratou um professor para pegar rapidamente a língua nativa. Ninguém disse que seria uma missão fácil, não é?

3) Como é que é?

A primeira aparição de Honda em um jogo do Botafogo foi contra o Fluminense, no Maracanã. Uma derrota por 3 a 0 iniciou a trajetória do japonês longe da maneira esperada. Ingênuo, o japonês foi marcado por um internauta em um vídeo de torcedores no clássico. A retuitada, no entanto, se tratava de uma gozação dos tricolores com os alvinegros.

4) Churrasco no treino?

Em seu primeiro treino com o Botafogo, Honda foi conduzido pelo Nilton Santos até chegar ao campo anexo, local da atividade. Curiosamente, dois funcionários faziam um churrasco no salão que dá acesso ao gramado. O japonês não perdeu tempo e disse que gostava do tipo de comida em português.

5) A primeira resenha

Jogador é conhecido pela facilidade de resenhar. E quando dois atletas falam línguas diferentes? Isso não é problema. Pelo menos foi o que mostraram Honda e Marcelo em uma hilária tentativa de conversa na academia.

6) De tênis?

Honda tratou de conhecer minimamente o Rio de Janeiro logo nos seus primeiros dias. Hospedado em um hotel na Barra, ele foi na praia em frente ao local. O gabarito só não veio porque o japonês pisou na areia de tênis e tudo. Aí mandou mal, meu camisa 4.

7) Resenha melhorou, mas daquele jeito!

Com o passar dos dias, Honda foi melhorando seu português e o entrosamento com os novos companheiros. Evidentemente que as conversas mais divertem do que informam. Aos trancos e barrancos tudo vai acontecendo no elenco do Botafogo.

8) Migos!

Honda tratou logo de criar seus primeiros laços no Botafogo. O japonês era o centro das atenções nas atividades e sempre estava em meio a um grupo de jogadores. Brincadeiras que viraram um momento fofo no Twitter.

9) Imagina…

Tudo estava pronto para Honda estrear na primeira rodada da Taça Rio contra o Boavista, no Nilton Santos. O japonês, no entanto, ficou gripado e teve que adiar o debute. Vários ingressos já haviam sido comprados e ele pediu desculpas no Twitter. A humildade conquistou ainda mais a torcida.

10) Que homão!

Um dos objetivos de Honda era se destacar no Botafogo para disputar a Olimpíada de Tóquio 2020. A pandemia de coronavírus, porém, adiou os jogos para 2021. Havia uma dúvida sobre o que aconteceria com o camisa 4, mas ele tratou de acalmar os botafoguenses.

Fonte: UOL