Nome de maior peso do elenco do Botafogo, o meia Diego Souza isentou seu companheiro Alex Santana – que foi expulso no primeiro tempo quando o time vencia por 1 a 0 – e preferiu culpar a arbitragem pela derrota por 2 a 1 para o Juventude, em Caxias do Sul (RS), que causou a eliminação do Alvinegro na terceira fase da Copa do Brasil.

“A culpa não é de ninguém. Claro que jogar com um a menos é bem complicado, mas acho que nossa equipe mostrou para o que veio desde o início. Infelizmente tivemos um gol legal anulado e ele (árbitro) usou o mesmo peso e duas medidas (na questão dos cartões). Mais uma vez a gente é prejudicado. Lá no Rio a gente já havia sido”, disse Diego Souza ao Sportv na saída de campo.

Com poucas palavras, o lateral direito Marcinho preferiu não dar explicações sobre a derrota para os gaúchos:

“Dolorido. Não tem explicação”.

Além da perda técnica, o Alvinegro ainda teve um prejuízo financeiro, já que deixou de embolsar R$ 1,9 milhão de premiação com a classificação.

O Juventude conhecerá seu próximo adversário na competição em sorteio a ser realizado amanhã, às 11h, na CBF.

Fonte: UOL