O presidente do Botafogo, Carlos Eduardo Pereira, tratou de tranquilizar a torcida em relação à uma possível punição da Fifa pela dívida contraída em 2012 na aquisição do meia Fellype Gabriel. A CBF foi notificada sobre um débito de US$ 200 mil do Alvinegro com o Kashima Antlers, do Japão. O Botafogo corre risco de perder seis pontos no Brasileirão do ano que vem se não pagar a dívida.

– Estamos cientes desse assunto desde que assumimos, é algo que está tramitando dentro dos comitês da Fifa, e quando o Botafogo for citado, vai pagar. Vale lembrar que o Botafogo ainda tem 323 mil dólares a receber pela transferência do Fellype Gabriel. O clube tem recursos para pagar essa dívida, então não tem problema – disse Carlos Eduardo Pereira, em entrevista à Rádio Brasil.

Domingos Fleury, vice-presidente jurídico do Botafogo, também lembrou que o clube ainda tem a receber pela venda do jogador para o Al Sharjah (EAU) em 2013, e garantiu que o Alvinegro tem dinheiro para pagar o débito com o Kashima Antlers.

– Ainda não fomos notificados, mas soubemos que o clube japonês está nos cobrando U$ 200 mil. Mas também somos credores, neste caso. O Al Sharjah nos deve dinheiro pelo Fellype Gabriel. Tudo isso aconteceu na gestão passada, mas não preocupa o Botafogo. O ideal seria conseguirmos que o Al Sharjah pagasse diretamente ao Kashima Antlers. Mas se o Botafogo tiver que pagar antes, terá receita para isso – disse Domingos Fleury ao Globoesporte.com.

Fonte: Globoesporte.com