A busca do Botafogo por atacantes ficou muito mais modesta. O clube parece ter sofrido um choque de realidade quando, ao fazer buscas, acabou recebendo pedidos considerados irreais.

Agora, as opções avaliadas pela diretoria do Botafogo se restringem a atletas da Série B . Brenner (Internacional), Aylon (Goiás), Robinho (Figueirense) e mais dois jogadores, também da segunda divisão, estão sendo tentados. Os responsáveis pelas negociações são o vice-presidente de futebol, Cacá Azeredo, e o gerente de futebol, Antônio Lopes. O presidente acompanha tudo de perto.

A tentativa principal era com Luciano, do Corinthians e que, na última temporada europeia, atuou pelo Leganés. Valores travaram a negociação.

Fonte: Extra Online