Conhecido como “o atacante do gols bonitos”, Dodô comentou, em uma entrevista para o canal do Youtube ‘Desimpedidos’, sobre os times que defendeu na sua carreira e alguns momentos polêmicos. Além de declarar amor ao Botafogo, o artilheiro também comentou sua expulsão injusta contra o Flamengo, na final do Campeonato Carioca de 2007, e desabafou ao dizer que acredita que o Alvinegro sofre muito com os erros, principalmente em jogos contra o Rubro-Negro.

“Injusta essa expulsão do Botafogo e Flamengo. Eu tava em condição legal, fiz o gol, e o juiz me deu o segundo cartão amarelo (por chutar a bola com o jogo já paralisado), me tirou do resto do jogo e a gente acabou perdendo pro Flamengo. Realmente tem coisas que só acontecem com o Botafogo, são inexplicáveis. Em 2007, a gente teve muita situação do ‘juizão’ ir contra o Botafogo. Não sei se é coincidência ou não, mas ao longo da história a gente vê o Botafogo sofrendo muito com isso”, disse Dodô.

Relembre o lance:

 

Dodô também comentou sobre a mágoa da torcida do Botafogo quando ele foi para o Fluminense ao fim da temporada de 2007. O atacante disse que se não fosse o caso do doping naquele ano, ele pretendia se aposentar no Botafogo.

“O Botafogo se não tivesse acontecido o problema do doping, eu encerraria a carreira lá, talvez eu estaria lá até hoje. Porque foi importantíssimo pra mim, tive um tratamento muito especial lá por parte de todos os torcedores e até hoje é assim. O doping foi muito impactante. Foi uma coisa que eu não tive culpa nenhuma. Foi uma situação que desgastou muito eu e minha família. Eu não tinha mais confiança em ficar no Botafogo. Eu sabia que o julgamento seria no outro ano, em 2008 quando eu fui pro Fluminense que pagou os advogados, eu não precisei sair do Rio e jogaria uma Libertadores que sabia que poderia ter sido a última, como foi, porque eu acabei sendo suspenso depois. Acabei pagando por uma coisa que eu não fiz”, lamentou Dodô.

Fonte: O Dia Online