Dória se empolga com garotada e cobra apelido à nova geração

Compartilhe:

A base do Botafogo passou anos abandonada e sem revelar bons valores para a equipe profissional. Há alguns anos, voltou a apresentar bons resultados e a atual temporada talvez seja a da afirmação, com vários atletas que treinavam no Caio Martins integrados aos profissionais e se destacando. O fato chama a atenção da torcida e dos próprios pratas da casa, que já cobram algum apelido para a geração que está nas mãos de Oswaldo de Oliveira.

Ao menos foi isso o que pediu, de forma bem-humorada, o zagueiro Dória, um dos expoentes desta safra. Cobiçado pelo futebol europeu, o defensor é titular absoluto da equipe alvinegra, sendo um dos destaques da boa campanha do time no Campeonato Brasileiro.

Ao ser perguntado sobre o bom momento dos jovens alvinegros nos profissionais, o zagueiro ouviu a menção aos Meninos da Vila e à Garotada de Xerém, em referência às bases de Santos e Fluminense, respectivamente. O que o fez sugerir que a imprensa criasse um termo para se referir à geração alvinegra.

– Só faltam vocês inventarem um nome aí, isso fica com vocês. Além de todos os que estão aqui, tínhamos o Jadson, que já nos ajudou bastante, o Vitinho, que teve um papel importante. Isso demonstra que estão de olho no nosso trabalho, que a base tem valor.

Contra o Coritiba, na última partida do time no Brasileiro, o treinador Oswaldo de Oliveira relacionou 14 jogadores formados no Alvinegro para a partida. A maioria ficou no banco, mas, quando foi chamada, não decepcionou. É o caso do meia Octávio, que entrou no segundo tempo e demonstrou personalidade na vitória por 3 a 1.

– O Octávio entrou super bem, partindo para cima, arriscando. É isso que a gente precisa – elogiou Dória.

No entanto, as palavras do jovem zagueiro de 18 anos não são apenas elogiosas aos ex-companheiros de divisão de base. Dória se derrete ao falar da convivência com os mais experientes e revela ligação bem forte com Bolívar, seu parceiro de zaga.

– A gente tem total intimidade com os jogadores mais velhos. O Seedorf diz que aprende bastante conosco e nos escuta muito. O Bolívar virou meu amigo, será meu padrinho de casamento no mês que vem. Isso é bom para o nosso crescimento.

Com Dória e Bolívar, mas sem Seedorf, suspenso, o Botafogo enfrenta o Criciúma no próximo domingo, às 18h30m, em Santa Catarina. A partida é válida pela última rodada do primeiro turno do Brasileiro. Com 33 pontos, o Alvinegro está na terceira colocação, a quatro pontos do líder Cruzeiro.



Fonte: Globoesporte.com
Comentários