Edilson e Léo Moura se destacam na lateral direita e ajudam Botafogo e Flamengo

Compartilhe:

Atuando, literalmente, pelo canto, os laterais poderiam até passar despercebidos em uma partida. Porém, o clichê “futebol é momento” mostra por que esta história deve ser diferente neste domingo, no clássico entre Botafogo e Flamengo, no Maracanã, às 18h30, com transmissão em Tempo Real pelo LANCE!Net.

De um lado, o já experiente Léo Moura, perto de completar 35 anos. Do outro, Edilson, de 27, que há pouco era a terceira opção para a posição, vive o melhor momento em um grande clube do futebol brasileiro. Provavelmente, pouco se cruzarão durante os 90 minutos do confronto desta tarde. De repente, até uma troca de olhares será difícil, mas o que une os dois é justamente o bom momento que atravessam.

O camisa 2 rubro-negro, titular desde 2005 e já consagrado com a torcida, voltou a ter boas atuações e foi decisivo na última rodada, contra o Internacional, ao marcar um gol e dar passe para outro. Já Edilson, voltou de suspensão contra o Náutico e também foi fundamental para o Glorioso sair com os três pontos, fora de casa, ao dar os passes para os gols de Seedorf e Gegê.

– Tenho acompanhado ele, sim. É um jogador que tem muita força, chuta bem de fora da área. Tem merecido isso. Era terceiro reserva, mas foi bem. Hoje tem a confiança do torcedor e isso, para o jogador, é muito importante – elogia Léo Moura, que se tornou um espelho para o adversário de logo mais.

– É uma referência para todo lateral. Leve, vai para a frente e faz muitos gols. Sem dúvida, tem uma historia linda dentro do Flamengo. Respeito muito o Léo Moura.

Possivelmente, na briga pela vitória, a cordialidade ficará fora de campo. Mas uma coisa é inegável, como diria o personagem Leão da Montanha, saída pela direita.

Fonte: Lancenet!

Comentários